Alerta para chuva excessiva, tempo severo e alagamentos

A MetSul Meteorologia alerta para um cenário de chuva excessiva, e com volumes até extremos, em parte do Rio Grande do Sul no decorrer dos próximos sete dias. Depois de um longo período com chuva escassa ou precipitações abaixo da média, o Estado vai ter acumulados de chuva extremamente altos em algumas regiões na segunda metade desta semana e durante a próxima semana, com intervalos de melhoria como na sexta. Todos os modelos numéricos convergem para esta condição de chuva volumosa com volumes de 200 mm a 300 mm, alguns concentrando os maiores acumulados na Metade Oeste e outros na Metade Norte. Alguns chegaram a indicar em rodadas até 400 mm ou mais nos próximos dez dias em pontos da Metade Oeste. Isso significa dois a três meses de chuva em pouco mais de uma semana. O mapa traz a projeção de chuva acumulada nos próximos sete dias do modelo norte-americano GFS/NOAA.

Sob tal cenário de chuva extrema, adverte-se desde já que o risco de cheias de rios e de enchentes ou inundações é elevado. A grande maioria das regiões do Estado, de acordo com os dados, deve ter muita chuva com os modelos indicando entre 100 mm e 200 mm na maior parte das cidades gaúchas nos próximos dez dias. Os períodos de mais chuva se dariam entre amanhã (12) e quinta (13), conforme a região, e durante o fim de semana e a primeira metade da próxima semana (15 a 19/10). Neste período previsto de enorme instabilidade, o Rio Grande do Sul, além de chuva excessiva, estará sujeito ainda a freqüentes temporais isolados de vento ou granizo, alguns localmente fortes e com potencial até de danos. O risco de tempo severo é especialmente alto na primeira metade da semana que vem, quando ar mais quente estará acompanhando a instabilidade.

Fonte (Meteorologistas Estael Sias e Luiz Fernando Nachtigall).

Por Sidnei Farias