Câmara aprova projeto no qual os cargo de Coordenador da Assessoria do Gabinete e Comunicação Social, passa a ser de nível médio

Projeto é aprovado com três votos contrários

Os vereadores que integram o Poder Legislativo palmeirense estiveram reunidos na manhã dessa sexta-feira (06/01), em Sessão Extraordinária, para votação do Projeto de Lei Legislativo nº 001/2017.

O projeto, que visa a alteração do requisito de escolaridade exigida para o cargo de Coordenador da Assessoria do Gabinete e Comunicação Social, que passa a ser de nível médio completo ou superior, foi aprovado com votos contrários dos vereadores Adilson Barbosa, Cláudio Mineiro e Vergilio Matias. Anteriormente o cargo era ocupado exclusivamente por pessoas com ensino superior.

Durante a discussão, o vereador Cláudio Mineiro, do PT, se manifestou contrário ao projeto. “Sou um professor e tenho que primar pela qualificação dos serviços nessa Casa, temos um cargo que já é superior e a intenção é passar para médio, (…) estão descendo um degrau ao invés de subir”, afirmou Mineiro.

Já o vereador Sidinei Oliveira, do PDT, se posicionou favorável ao projeto. “Há uma discriminação porque vejo quatro cargos, três não exigem nível superior, um exige e todos eles têm o mesmo vencimento. Eu acredito que, ou se valoriza aquele que tem o nível superior, ou se equivale aos demais em termos de exigências”, destacou Sidinei. Ele também aproveitou para parabenizar o presidente Nico Padilha pela maneira como começou administrar a Casa, com equilíbrio financeiro, cortes de despesas e redução de custos.

No Portal da Transparência todos os cidadãos têm acesso às despesas da Câmara de Vereadores, bem como, quadro de salários, publicações legais, orçamento, patrimônio público, compras e etc. Acesse essas informações e demais notícias do Poder Legislativo no endereço: www.camarapalmeiradasmissoes.rs.gov.br.

Informações/Camila Schmitt Carvalho

Por Sidnei Farias