Condomínio ocupado em Palmeira das Missões tem água cortada

Atendendo solicitação judicial da empresa responsável pelas construções a CORSAN efetuou o corte da entrada de água que abastecia o condomínio, o corte foi acompanhado pela Brigada Militar que esteve no local para garantir o trabalho dos técnicos.

Nos imóveis estão cerca de 40 pessoas entre elas crianças,os moradores  protestaram contra a situação garantindo que estavam pagando a conta da água em dia.

Segundo os moradores do local existe uma comissão que está negociando com a empresa para que  possam adquirir os imóveis que ainda não estão prontos; Mas que o valor pedido pela construtora torna inviável a negociação, cerca de 150 mil por imóvel o que foi considerado um valor absurdo.

Uma comissão dos ocupantes foi recebida pelo vice prefeito Lucio Borges no dia 23 do mês que passou, quando foi solicitado a prefeitura o auxílio e intermediação para resolver o problema.

A ocupação

O condomínio foi ocupado por moradores do bairro Vista Alegre em Palmeira das Missões. O conjunto habitacional, primeiro residencial fechado da cidade, está com as obras paralisadas desde 2014. A ação dos populares reúne aproximadamente 40 família.

A Marma construções, responsável pelo empreendimento, ainda não se pronunciou sobre o motivo da paralisação das obras e a ocupação dos moradores. O residencial está localizado no final da Avenida Júlio de Castilhos, e possui 28 casas mais 24 sobrados. 

Por Sidnei Farias RP