Corpo de Bombeiros retoma buscas por empresário desaparecido

Uma Guarnição do Corpo de Bombeiros de Passo Fundo retomou, na manhã desta segunda-feira (30), as buscas ao empresário Verno Leonhardt, de 42 anos, desaparecido ao cair em barragem de Ernestina. A equipe havia suspendido as buscas, por volta das 17h30 de ontem, em razão do mau tempo, que prejudicava o trabalho dos mergulhadores.
Conforme os Bombeiros, as buscas se concentram em uma área localizada a cerca de mil metros da margem da barragem entre os municípios de Ernestina e Nicolau Vergueiro.

O caso

Os Bombeiros de Passo Fundo foram acionados pouco depois da meia noite para resgatar pessoas que estavam em uma embarcação. O chamado feito aos bombeiros indicava que uma lancha estava a deriva nas águas da barragem e um homem tinha caído da lancha. Os militares confirmam que o homem a quem os mergulhadores procuram é o empresário carazinhense, Verno Leonhardt de 42 anos de idade. Ainda durante o atendimento feito na madrugada pelos bombeiros, outras pessoas que estavam na lancha teriam sido resgatadas, todas passam bem. As circunstâncias em que o episódio aconteceu ainda estão sendo apuradas.

Trabalho das equipes – Pela manhã as equipes fizeram quase duas horas de mergulho. Em entrevista a Rádio Diário AM 780 o soldado Cunha, que faz parte da equipe que realiza as buscas, relatou que não se tem um local exato de onde o empresário tenha caído da embarcação. O militar revelou que ainda durante a madrugada uma das vítimas resgatadas encaminhou aos bombeiros por meio de aplicativo de celular o ponto de localização em que estavam, e é a partir deste ponto de mapeado em GPS que os mergulhadores concentram suas buscas.

Cunha explica no entanto, que pelo relato das pessoas resgatadas, quando o empresário caiu, a lancha continuou em movimento por alguns metros até que conseguissem parar a embarcação. Mesmo após o motor ser desligado a embarcação ficou à deriva por cerca de duas horas pois não tinha sido ancorada e não tinha ninguém a bordo que soubesse conduzi-la. Como não se sabe a que velocidade a embarcação estava no momento do incidente e a distância percorrida por esta, tal condição dificulta o mapeamento de uma área especifica para os mergulhos.

Informações/Diário da Manhã