Desaparecimento de contadora completa 15 dias sem pistas sobre paradeiro

A Polícia Civil ainda não tem pistas sobre o paradeiro da contadora Sandra Mara Lovis Trentin, de 48 anos, desaparecida desde o dia 30 de janeiro. O sumiço da moradora de Boa Vista das Missões, no norte do Estado, completa 15 dias nesta quarta-feira (14).

Mulher do presidente da Câmara de Vereadores do município, ela foi vista pela última vez na manhã do dia 30, quando foi até Palmeira das Missões a trabalho. O carro que dirigia, uma caminhonete Ford Ranger, foi encontrado estacionado na cidade. O veículo passou por perícia, mas não foi encontrada nenhuma impressão digital. Nova perícia deve apontar se há presença de algum outro tipo de material.

A delegada Cristiane Van Riel Santos, responsável pela investigação, já ouviu cerca de 15 testemunhas, entre familiares e pessoas que a viram pela última vez. Ela afirma que não há nenhuma pista que indique o paradeiro de Sandra.

— Temos algumas linhas de investigação que não posso revelar — diz a delegada, que não confirma se existe ou não a suspeita de crime.

No local onde o veículo foi encontrado, não há câmeras de segurança, mas outras câmeras da cidade mostram a contadora dirigindo a caminhonete sozinha, sem nenhum indício suspeito.

Rômulo Trentin Kohler, um dos quatro filhos dela, mantém as esperanças, mas reconhece as dificuldades e a angústia de não saber onde está a mãe:

– Minha mãe não sofria de depressão. Era uma pessoa feliz e se dava bem com todo mundo, não tinha desafetos. A polícia não nos passa muitas informações para não atrapalhar a investigação. Mas é difícil. Tento entreter minhas irmãs, mas, às vezes, elas se pegam pensando no que está acontecendo – lamenta.

A Polícia Civil disponibiliza um telefone para informações: (55) 3742-1180.

Fonte/Rádio Gaúcha

Vídeo/O Alto Uruguai

 

Sandra tem quatro filhos e é casada com o presidente da Câmara de Vereadores de Boa Vista das Missões/Arquivo Pessoal / Divulgação