Famurs realiza videoconferência para definição de medidas de apoio aos municípios atingidos pela estiagem

Com mais de 300 cidades em situação de emergência decretada por conta da seca, a Famurs reuniu prefeitos, prefeitas e secretários de Estado, entre outras autoridades, para discutir o tema. No encontro, realizado em ambiente virtual, foram definidas estratégias para enfrentamento da estiagem, que em algumas regiões já impede o abastecimento de água potável, por exemplo.

Depois da abertura realizada pelo presidente da Famurs e prefeito de Palmeiras das Missões, Dudu Freire, a primeira manifestação foi de Covatti Filho, secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural. Ele relatou que a secretaria já perfurou 40 poços artesianos, e já tem outros 100 na fila, nas regiões mais afetadas. Além disso, o Estado está construindo açudes e entregou cerca de trezentos kits de irrigação para agricultores familiares. O secretário disse ainda que requereu à Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que se amplie até 31 de maio o prazo junto ao Banco Central para que municípios publiquem seus decretos de emergência e solicitem renegociação de dívidas com prazos e limites diferenciados. A reivindicação foi resultado de outra reunião com a direção da Famurs, realizada na quinta-feira (23/4).

Na sequência, foi a vez de Karla Rech, superintendente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) no Rio Grande do Sul. Ela detalhou a criação do projeto RS Água Urgente, um grupo de trabalho formado por autoridades municipais, estaduais e federais, que vai mapear as regiões mais afetadas pela ausência de chuvas e obter recursos para ações pontuais.

Presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo destacou a parceria recente com a Famurs para homologação de 444 decretos de calamidade por conta do Coronavírus. O deputado ainda colocou o parlamento gaúcho a disposição para enfrentar a estiagem, homologando os decretos de situação de emergência dos municípios. Secretário estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura, Arthur Lemos também participou do encontro e falou sobre o papel da Corsan na perfuração de poços, além de anunciar que a secretaria planeja, a longo prazo, a revitalização de bacias e construção de novas barragens.

Na continuação, foi a vez dos prefeitos Marcos Martini (Nova Bréscia), Mario Ceron (Ipiranga do Sul), Silvio Rafaeli (Tapes), Luiz Henrique Pereira (Arroio Grande), Daiçon Maciel (Santo Antônio da Patrulha) e Fábia Richter (Cristal) realizarem questionamentos aos secretários. No encerramento, o presidente Dudu Freire fala sobre a articulação, junto à bancada gaúcha na Câmara, para que parte das emendas parlamentares sejam encaminhadas para socorro aos municípios que tem problema de abastecimento.

Informações Vinicius Brito

Por Sid Farias Jornalismo RP