FW: Justiça decreta prisão preventiva de casal por morte de taxista

A Justiça de Frederico Westphalen decretou na sexta-feira(15) a prisão preventiva do casal acusado de latrocínio do taxista frederiquense, Ervino Sabino da Silva, ocorrido no dia 13 de maio. O pedido pela prisão preventiva foi solicitado pela Polícia Civil (PC) de FW, por meio do Delegado Eduardo Ferronato Nardi.
Conforme a PC, até a próxima sexta-feira, 22, o inquérito deverá ser concluído e remetido ao Poder Judiciário. As investigações policiais até o momento apontam para a autoria do crime ter sido cometida pela dupla, que está detida desde o dia 31 de maio. De acordo com a PC, câmeras de segurança flagraram a mulher suspeita aguardando o táxi da vítima na rodoviária de FW. Além disso, o homem acusado também foi flagrado por câmeras, mas no município de Erval Seco, onde ele teria embarcado no veículo do taxista.
Conforme a Polícia Civil, os suspeitos já estavam planejando o crime, ao encontrar troca de mensagens entre os dois. O casal é suspeito de cometer um furto no dia anterior do latrocínio do taxista e planejavam cometer um roubo.
Os policiais informaram também que os indícios coletados até o momento confirmam a hipótese de latrocínio, já que objetos da vítima foram encontrados com a mulher suspeita, a qual inclusive, confessou a prática do crime. Entre os objetos subtraídos do taxista, esteva um relógio, encontrado com a mulher acusada de participação no crime. O revólver calibre .38 que teria sido utilizado para mater Ervino foi apreendido no interior de uma casa no município de Condor, no dia 7 de junho.
 AU