Ministério Público solicita nova prisão de marido da contadora assassinada.

Policiais civis de Jaboticaba cumpriram na noite desta terça-feira, 7, mandado de prisão preventiva contra Paulo Ivan Baptista Landfeld, réu no processo de homicídio de Sandra Mara Lóvis Trentin, acusado de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

A prisão foi solicitada pelo Ministério Público de Palmeira das Missões e acatada pelo juiz de direito no início do mês. No despacho o judiciário considerou que as atitudes do réu revelam destemor e afronta à Justiça, quando se aproxima de testemunhas (descumprindo, inclusive medida cautelar que lhe fora imposta); somado a declarações das pessoas que anonimamente disseram ter sido ameaçadas ou alegam temerem represálias pelo réu ou sua família; uma nova testemunha que relatou as constantes brigas do casal e ameaças perpetradas à vítima, além da presença de ‘indivíduo estranho’ em sua residência, sendo que a vítima teria vindo a Palmeira das Missões denunciar o marido, no dia dos fatos; a procura por exames odontológicos de Sandra em seu dentista particular sem autorização judicial; e de ter divulgado na mídia “recompensa” por informações que visem elucidar o caso. 

Landfeld tinha sido solto há quase um ano, após o juiz considera o pedido da defesa que argumentou este não ter antecedentes e não colocar a coletividade em geral em risco por ser suspeito de crime contra uma pessoa em específico.

O novo mandado de prisão preventiva foi cumprida na prefeitura municipal de Boa Vista das Missões e após os trâmites legais, o preso foi encaminhado ao sistema prisional. 

Folha do Noroeste/*Com informações PC Jaboticaba

Foto arquivo