Mulher presa em Arvorezinha é de Palmeira das Missões

Na tarde de onte quarta feira(8) por volta das 13h, ocorreu o roubo à agência bancária do Banco do Brasil e Banrisul de Fontoura Xavier. Segundo informações preliminares, os autores seriam cerca de 8 indivíduos, fortemente armados, fizeram reféns e cometeram o delito.
 
Os veículos envolvidos na ação, a princípio, seriam: Ford Fusion de cor prata, com placas de Caxias do Sul/RS, e um Toyota Corolla de cor branca, com placas de Porto Alegre/RS. A dinâmica dos fatos ocorreu da seguinte maneira: o Corolla aproximou-se da agência do Banrisul e o Fusion ficou de fronte ao Banco do Brasil.
 
Em cada agência 04 (quatro) indivíduos realizaram a ação, sendo que dois permaneciam ao lado de fora, coordenando o cordão humano (reféns), e dois deles no interior do banco realizando o roubo, isto é, subtraindo quantia ainda não apurada, bem como armas dos vigilantes. Findada a ação, empreenderam fuga em direção à cidade de Arvorezinha, em uma estrada de chão. Foram localizados miguelitos na BR-386, possível rota de fuga dos suspeitos.
 
Ainda, de acordo com o efetivo da Brigada Militar local, foram detidas duas mulheres a bordo de um veículo marca Citröen, modelo Xsara, de cor preta com placas DMI 4056 da Cidade de Farroupilha/RS, as quais estavam, ao que tudo indica, dando apoio à ação delitiva. No interior do carro foram encontrados dois coletes balísticos, sendo que um deles de carga do Banco do Brasil de Fontoura Xavier, dentre outros materiais.
 
As referidas mulheres, L.C.S., de 35 anos de idade, e M.R.S.R, de 42 anos de idade, são de Caxias do Sul/RS e Palmeira das Missões/RS, foram encaminhadas à delegacia de polícia de Arvorezinha/RS, para apreciação por parte da autoridade policial local.
 
Diversas equipes da Polícia Civil, Brigada Militar e outras Instituições, permanecem nas imediações do fato, com apoio aéreo, a fim de localizar e prender os envolvidos.
 
A Polícia Civil ressalta a importância da colaboração da sociedade na elucidação de crimes como o ora investigado. Qualquer pessoa poderá se valer dos telefones da abaixo elencados para alimentar a Polícia Civil de informações, sendo garantido o anonimato.
 
Disque-Denúncia 0800-510 2828
WhatsApp e Telegram (51) 98418-7814
 
Informações/PC/fotos divulgação