Novos profissionais do Programa Mais Médicos são recepcionados em Palmeira das Missões

Na manhã desta segunda-feira (1) Palmeira das Missões recebeu duas novas integrantes do Programa Mais Médicos, que atuarão nas Unidades Básicas de Saúde, além de integrar o grupo totalizando quatro profissionais do programa atuando no município, sendo elas Jaqueline Bustamante, do Paraná, Sara Paiva, da Bolívia, que se unem aos médicos Eric Quillis Martins de São Paulo e Cássio Luis Mello de Oliveira do Rio de Janeiro que chegaram em dezembro de 2018, preenchendo as vagas deixadas pelos cubanos.

Em ato oficial, o Prefeito Eduardo Russomano Freire recepcionou os novos profissionais em seu gabinete, acompanhado pelo Secretário de Saúde Paulo Fernandes, funcionários da Saúde, Presidente da Câmara Fernando Vilande e demais vereadores, além de outras autoridades.

De acordo com o Prefeito “esse programa é extremamente importante e visa atender principalmente municípios médios e pequenos, com o intuito de levar os médicos às regiões que muitas vezes sentem falta desses profissionais, os quais são tão determinantes para que tenhamos uma saúde pública de qualidade. E apesar das dificuldades, o município consegue manter os principais programas e até ampliá-los graças ao empenho de todos”, externou Eduardo Russomano Freire.

As novas médicas também estão otimistas quanto ao trabalho que irá ser realizado junto à saúde do município, “que possamos estar todos juntos neste projeto, pois a população precisa muito e o que mais queremos é contribuir” enfatiza Sara Paiva.

Bem como a paranaense Jaqueline Bustamante, que está ciente do desafio que tem pela frente, “nós sabemos que vivemos em meio a uma saúde precária e que o Brasil tem muitos problemas, mas ainda estamos caminhando e fico feliz em saber que temos profissionais preocupados com a população”, destaca a médica.

Criado em 2013 o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil, municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas, levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros.

FONTE: Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal