Publicado edital de licitação para definir a empresa que construirá o HPR

Acompanhe as informações em áudio:

Nesta segunda-feira (03) o edital foi publicado nos órgãos de imprensa oficiais como o Diário Oficial do Estado e o Diário da União, jornais de grande circulação, no mural do município e também na internet.

Para o prefeito Eduardo Russomano Freire, “os vários obstáculos enfrentados foram superados, e este é um projeto que está completando 10 anos desde a sua idealização, e nos últimos anos estamos tocando ele como prioridade absoluta na nossa gestão, porque sabemos da importância de um hospital de alta complexidade, um hospital resolutivo, não só para Palmeira das Missões, mas para a toda região”.

O edital de lançamento do HPR, segundo a comissão organizadora, passou pela avaliação e fiscalização do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul. O HPR é o maior projeto público de saúde do interior do RS e tem parceria também com a Caixa Econômica Federal que fez a aprovação dos valores do projeto que giram em torno de 162 milhões de reais.

Com o lançamento oficial do edital de licitação para o HPR, a previsão para a abertura das propostas é a partir do dia 21 de janeiro, logo em seguida segue-se o trâmite de contratação e, em seguida, a assinatura de contrato, período de montagem de canteiros de obras e o início da obra.

O projeto, a ser implantado numa área de 5 hectares, no km 1 da BR 468, prevê especialidades em ortopedia, neurologia, obstetrícia, oncologia, cardiologia, hemodiálise, urologia e fisioterapia. A população beneficiária é de quase 500 mil pessoas, composta por ampla maioria de pequenos municípios e pequenos produtores rurais, está planejado para ser 100% SUS, contará com 180 leitos de internação, 39 leitos de UTI, também será um centro de formação (residência) e pesquisa para universidades da região, por isso, também foi planejado com salas de aula, auditório e áreas afins para pesquisa.

O complexo do HPR gerará em torno de 1200 empregos diretos, tornando-se o maior empreendimento da região, gerando renda, trabalho e trará um grande impacto na cadeia do desenvolvimento econômico e social da macrorregião.