Somos todos UFSM

O reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Paulo Burmann, esteve na Câmara de Vereadores, na tarde dessa terça-feira (7), para conversar com os parlamentares sobre a redução de 30% do orçamento da instituição.

Na ocasião, Burmann explicou os cortes orçamentários e solicitou apoio do Poder Legislativo de Palmeira das Missões na mobilização em defesa da UFSM.

“Os cortes orçamentários não são de agora, eles vêm acontecendo, pelos menos desde que nós assumimos em 2014 em proporção crescente. [..] Hoje, com uma Lei Orçamentária Anual já enxuta, um corte de 32% quebra nossas pernas, literalmente. […]Considerarem a possibilidade de constituir uma frente parlamentar ou, se isso não for possível, conversar com as lideranças dos partidos, deputados, senadores e pedir uma atenção especial para esse caso”, asseverou Burmann.

O presidente do legislativo, Fernando Vilande, garantiu que a Câmara de Vereadores vai se mobilizar a favor da universidade. “Na próxima Sessão Ordinária, de forma coletiva, vai ser instalada a Frente Parlamentar em Defesa da UFSM e, se os colegas concordarem, faremos também uma audiência pública”, afirmou Vilande.

Participaram da reunião, além dos já citados, os vereadores Claudio Mineiro, Fernando de Carli, Leandro Lima, Marcelo Saggin, Tiago Antunes, a vereadora Karin Uchôa, o diretor e o vice-diretor do Campus da UFSM de Palmeira das Missões Rafael Lazzari e Adriano Lago, o Secretário Geral do Gabinete do Reitor Marionaldo Ferreira, e o Secretario Municipal da Administração Miguel Curry Neto.

⚠️ Saiba mais

Na última semana, a UFSM informou que foram bloqueados R$ 46 milhões dos recursos orçamentários deste ano. Com isso, os R$ 142,9 milhões previstos para o orçamento de 2019 foram reduzidos a cerca de R$ 96,9 milhões.

Todas as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) do país foram atingidas com a medida do Ministério da Educação, que impactou em um corte global de cerca de R$ 2,2 bilhões no orçamento da educação superior.