Suspeito de ser autor do ataque em Barcelona é morto

Um homem que pode ser o suspeito de ser autor dos ataques terroristas em Barcelona na semana passada, Younes Abouyaaqoub, acaba de ser morto em Subirats, segundo informou o jornal La Vanguardia. Ele era o homem mais procurado do país desde a última quinta-feira, quando uma van atropelou dezenas de pessoas em Las Ramblas, uma das ruas mais visitadas por turistas em Barcelona. No total, 15 pessoas foram mortas e mais de 100 ficaram feridas.

Abouyaaqoub, de 22 anos, era o último terrorista procurado pelas autoridades. Mais cedo nesta segunda-feira, a polícia catalã havia informado que ele era o único suspeito de ter conduzido o ataque em Barcelona. Pela manhã, as autoridades espanholas ampliaram para toda Europa a busca ao marroquino.

A imprensa local chegou a noticiar que Abouyaaqoub havia sido preso, mas depois confirmou a morte do suspeito. Ainda conforme o jornal La Vanguardia, o marroquino teria sido morto porque levava em seu corpo um cinturão que parecia com explosivos. O veículo ainda informou que equipes especializadas devem verificar se o cinto carrega ou explosivos verdadeiros ou falsos.

A polícia matou nesta segunda-feira (21), a 50 km a oeste de Barcelona, um homem que pode ser Younes Abouyaaqoub, suspeito de atropelar uma multidão em Las Ramblas – disse à AFP uma fonte ligada à investigação.”Parece que abateram um suspeito que pode ser o autor do atentado”, afirmou essa fonte.
O suspeito estaria usando um cinturão de explosivos, afirmou a polícia catalã em seu Twitter.
Os Mossos d’Esquadra ressaltaram que, até o momento, “não temos confirmada a identidade da pessoa morta” na zona de Subirats.

Como explicaram em sua conta no Telegram, os TEDAX – um esquadrão policial especializado em desativar bombas – “estão fazendo comprovações para ver se o cinturão de explosivos que ele levava junto ao corpo é fictício, ou real”.
O incidente aconteceu em meio à caçada do marroquino Abouyaaqoub, de 22 anos. Segundo a Polícia catalã, ele seria o motorista da van branca que matou 13 pessoas nas Ramblas de
Barcelona e feriu outras 120.

Os Mossos acreditam que o jovem marroquino também matou, na quinta-feira, um espanhol de 34 anos, para tomar seu carro e fugir. Identificado como Pau Pérez, ele apareceu esfaqueado,dentro do veículo, horas depois do atropelamento em massa.

Informações/La Van guardia