Suspeito por homicídio qualificado é preso em Pinhal

No final da manhã desta segunda-feira, 03, a Polícia Civil de Pinhal cumpriu mandado de prisão preventiva expedido pela comarca de Parobé. Um jovem de 18 anos foi preso acusado de duplo homicídio ocorrido no dia 5 de março na Praça 1º de Maio, no Centro de Parobé. Na ocasião Fabio Yuri Ribeiro, 20 anos, e Anderson Pereira Hoffmann, 23 foram mortos a tiros.

Conforme informações da Polícia Civil de Pinhal, suspeito estava trabalhando em uma oficina de familiares. Os proprietários da empresa disseram a Reportagem do Portal In Foco RS que não tinham conhecimento do caso e que inclusive colaboraram com a Polícia. O suspeito foi até o local e pediu emprego, ele estava trabalhando na empresa há menos de 20 dias.

O preso foi encaminhado ao Presidio Estadual de Frederico Westphalen.

 
Segundo o delegado Rafael Sauthier, titular da Delegacia de Parobé, o rapaz que, no dia do crime, chegou na praça e gritou: “É os bala e tá no chão”. Neste momento, um outro comparsa, adolescente, efetuou o tiro à queima roupa que matou Fábio Yuri. Em seguida, o menor se vira à multidão e dispara a esmo, atingindo Anderson, que, segundo o delegado, morreu por um acidente.
 
A Polícia Civil apurou que Fábio vinha dando em cima da namorada do irmão do suspeito, o que teria motivado o homicídio. Há informações de que o menor que efetuou os tiros estaria entrando para facções organizadas e poderia ter mais mortes encomendadas, mas estes dados estão sendo apurados. O que se sabe é que, dias antes do duplo homicídio, o adolescente chegou a ser detido com tráfico de drogas e uma pistola .40, mas foi liberado, além de ser suspeito de envolvimento em outras ocorrências. O delegado informou que continua trabalhando para localizar o menor.
Ambos os suspeitos do duplo homicídio são moradores de Parobé, mas naturais de Campo Bom. O delegado Rafael informou que o inquérito é considerado concluído e será remetido à Justiça de Parobé ainda no decorrer desta semana. 
 
In Foco R/ Jornal Panorama.